Carta ao Investidor #20

Marcello Vieira

Marcello Vieira

COMPARTILHAR

Nesta 20ª Carta ao Investidor, quero conversar com você sobre como ter um plano de investimento, de trading e alocação o mais claro possível.

Eu estava comentando com os alunos do A Nova Moeda sobre como é mais fácil investir quando você tem um plano 100% claro para seguir.

No bull market de cripto, por exemplo:

A leitura era de que estávamos em um mercado de alta com um grande potencial de valorização.

Então, eu tinha o robô – o NM Índex – nosso indicador proprietário que aponta e executa automaticamente a seleção de criptomoedas com maior probabilidade de explodirem e foi assim que fiz 32x (multipliquei o capital por 32 vezes).

Fiz 32x e esse foi o resultado final. Provavelmente, em algum momento, tenha chegado a 40x no topo do mercado.

E durante o bull (mercado de alta), foi muito fácil – no sentido de que era só deixar rolar.

Aloquei o capital para risco que eu queria alocar, eu tinha o #plano1MM para fazer 1 milhão de dólares e que foi atingido em menos de 6 meses. Enfim, foi só seguir o plano e saiu tudo conforme o planejado.

E nesse meio tempo, não era preciso tomar grandes decisões.

Até fizemos alguns pequenos ajustes e melhorias na estratégia, mas nada muito significativo. Não eram grandes ajustes ou grandes mudanças.

Já com a chegada do bear market (mercado de baixa) e com a crise, a situação mudou.

O primeiro ponto foi diminuir a exposição até o momento de sair completamente do mercado.

E olhando em retrospecto, não posso reclamar do resultado. Fiz 32x e múltiplos milhões, mas independente do resultado ser muito bom, temos que sempre procurar evoluir e avaliar o que deu certo e o que poderia ser melhor.

Hoje vejo que poderia ter feito uma migração ainda mais bem sucedida se tivesse planejado a  mudança da estratégia de bull (alta) pra bear (baixa).

O mercado de alta se opera de um jeito e o de baixa se opera de outro jeito.

Na alta montamos uma carteira de cripto e na baixa fazemos tanto operações só em short (venda) como também long (comprado) & short (vendido) ao mesmo tempo.

E em um primeiro momento após o bull (alta), eu não tinha essa clareza.

Eu acreditei que o bull market duraria mais tempo e não me preparei com tanta antecedência.
E conforme o bear market foi acontecendo, tive que ir desenvolvendo as estratégias e fazendo os ajustes em tempo real.

Também não posso reclamar dos resultados agora no bear market. Acredito que estou indo muito bem perante uma situação macroeconômica tão complexa.

Acertei alguns trades muito bons que trouxeram bastante lucro. Outros não foram tão bem. Porém, como comentei, eu ainda estou ajustando o meu plano de bear market.

De um modo geral, o plano está muito bem sucedido. Mas, mais uma vez, se eu tivesse o plano para o bear todo estruturado desde o começo quando o mercado virou, a diferença seria brutal.
Teria dado para ganhar muito, muito dinheiro.

Daqui pra frente ainda temos muitas oportunidades para ganhar dinheiro, mas digamos que foi deixado muito dinheiro na mesa por não ter um plano estruturado previamente.

E, associado a isso, tem a questão da tomada de decisão.

Como eu estou montando as estratégias conforme o comportamento do mercado, tenho que tomar algumas decisões no calor do momento. Ou seja, estou planejando o bear market enquanto ele está acontecendo.

Como eu comentei, não dá pra reclamar do resultado do bear, eu sou um dos poucos traders investidores que está no lucro.

A imensa parte dos investidores está hoje no prejuízo porque estão comprados. Seja em cripto ou em ações esperando uma reversão.

Ainda não entenderam a mudança que houve no mercado e o tamanho da crise que está acontecendo por causa da pandemia e da guerra.

Então, a maior parte dos investidores estão no prejuízo e muitos deles com bastante prejuízo até agora.

E só o fato de eu estar positivo em um ano complicado desse, me deixa feliz com o resultado. Mas, mais uma vez, sempre ciente de que poderia ter sido ainda melhor.

E, principalmente, sempre pensando em como executar tudo da melhor maneira possível.

Acredito que ainda tem bastante bear market daqui pra frente e oportunidades pelo caminho.

Mas também já estou me preparando e pensando no bull market.

Tem muita ladeira abaixo ainda, mas quando o mercado virar, quero estar bem preparado para pegar a alta desde o começo porque vamos ter muitos ativos a preços muito interessantes.

E vamos conseguir operar esses ativos de forma muito efetiva lá na frente.

Então, estou nessa fase de ajuste das estratégias de bear (baixa) para surfar o mercado da melhor maneira possível daqui pra frente e também já começando a pensar no próximo bull (alta).

Quando chegar a hora de virar a chave, voltar pro modo comprado e surfar as altas.

O ideal é ter um plano bem traçado, seja para operar o bull ou bear.

E, é importante que tenha um plano traçado para os dois cenários do mercado.

Acredito que quem só pensa em bull, só pensa em comprar, está levando um prejuízo gigantesco, ainda vem muito mais queda e vai levar muito tempo pra recuperar.

Quando digo muito tempo, estou falando de anos.

É muito sério tudo o que está acontecendo no cenário macroeconômico e dá pra operar a baixa, mas você precisa ser um investidor sofisticado para se tornar um investidor de sucesso.

Ou seja, precisa de mais conhecimento, mais dedicação ao mercado.

Nós executamos a maior parte das operações com robôs, de forma automatizada, mas você precisa entender o que está fazendo para tomar decisões.

Requer um pouco mais de envolvimento.

Não é só: “comprei essa ação aqui para os próximos anos” e não fazer mais nada.

Em resumo, a lição que eu quis trazer é: quanto mais completo o seu plano, menos decisões você precisa tomar no calor do mercado e com isso você faz escolhas mais acertadas.

Você não deve deixar as emoções tanto do ponto de vista da ganância quanto do ponto de vista do medo fazer com que você tome decisões erradas no calor do mercado.

Então, quanto mais planejamento, melhor.

Forte Abraço,

COMPARTILHAR.

+ Conteúdo

MARCELLO VIEIRA

• Fundador do Investidor de Sucesso;
• Possui mais de 13.000 alunos;
• Mentor particular de grandes investidores;
• Investidor especialista em novas tecnologias e desenvolvimento de estratégias quantitativas;
• Transformou 32 mil em mais de 1 milhão de dólares em menos de 6 meses de forma pública e transparente;
• Participa de grupos e eventos com vários dos melhores gestores, investidores e traders ao redor do mundo.