Crenças que talvez você tenha e que sabotam seu sucesso financeiro

Marcello Vieira

Marcello Vieira

COMPARTILHAR

Todos temos crenças positivas que nos motivam (“eu posso”, “eu consigo”), e também aquelas que nos limitam (“isso não é pra mim”).

E existem diversas crenças relacionadas à finanças que, apesar de serem falsas, seus efeitos sobre a nossa saúde financeira são bem reais.

Confira algumas crenças limitantes que atrapalham na hora de investir e como acabar com elas.

“Preciso entender tudo sobre o mercado para ganhar dinheiro.”

Essa crença é uma derivação de: “Dinheiro não dá em árvore”, “Ganhar dinheiro é difícil”, Pra ganhar dinheiro é preciso trabalhar muitas horas” ou ainda “Dinheiro justo é o que você suou pra ganhar ou teve muito sacrifício físico e mental para conseguir.”

E sabe como essas crenças podem te sabotar no mercado financeiro?

Se para você o dinheiro justo requer muitas horas envolvido com o mercado, como você vai conseguir aceitar fazer apenas um trade ao dia seguindo uma estratégia validada ou deixar que um robô investidor faça todo o trabalho?

Se a sua mente fica com a percepção de que foi fácil ganhar e que por isso você não é merecedor, você acaba fazendo intervenções manuais ou abrindo mais operações para “compensar” o fato de estar contra a crença de que, para ganhar dinheiro, você precisa estar envolvido muitas horas com o mercado.

Como mudar isso?

Aqui a crença positiva é: O dinheiro te dá liberdade.

Outra crença:

“Não sou jovem (ou inteligente) o suficiente para ter resultado no mercado”

Ser jovem ou inteligente não são fatores determinantes para isso.

Basta observar um pouco para encontrar pessoas que ficaram ricas depois de certa idade. E até pessoas ricas com pouco estudo, mas que souberam aproveitar alguma oportunidade.

No mesmo sentido, não é raro encontrar pessoas que estudaram muito, mas que, financeiramente, estão em apuros.

Logo, aqui, a crença positiva é: Eu encontro soluções para conquistar o que eu desejo.

“Preciso esperar o mercado voltar a subir para investir.”

Aprendi com um amigo investidor multibilionário que cada ciclo do mercado, por mais adverso que seja, traz também oportunidades.

Aqui, a crença positiva é: Eu sou um radar para excelentes oportunidades de ganhar dinheiro.

“Dinheiro traz problemas.”

Ter muito dinheiro traz alguns desafios como por exemplo em relação à https://blog.oinvestidordesucesso.com/wp-content/uploads/2015/12/casa-propria.jpgistração e a segurança.

Mas, não ter dinheiro, significa não ter problemas?

O que seria melhor: ter problemas por não ter dinheiro ou ter desafios por ter dinheiro demais?

Nesse caso, a crença positiva é: Eu resolvo meus problemas e sou capaz de vencer qualquer desafio.

“Pessoas ricas são aproveitadoras e más.”

Acreditar nessa crença é dar ao dinheiro o poder de transformar o caráter das pessoas. Mas será que o dinheiro tem mesmo esse poder?

Ou será que ele apenas dá segurança para que a pessoa mostre seu verdadeiro caráter?

Existem pessoas pobres e malvadas e também pessoas ricas e bondosas.

Portanto, a raiz do problema seria o dinheiro ou as pessoas?

Aqui, a crença positiva é: Posso ajudar muitas pessoas ao ter minha conta recheada.

Qual outra crença limitante você acrescentaria nesse post? Deixe nos comentários.

E para você ter acesso a conteúdos exclusivos para investir de maneira mais eficiente com as melhores estratégias quantitativas do mercado, inscreva-se no Curso Gratuito Investidor de Sucesso.

COMPARTILHAR.

+ Conteúdo

MARCELLO VIEIRA

• Fundador do Investidor de Sucesso;
• Possui mais de 13.000 alunos;
• Mentor particular de grandes investidores;
• Investidor especialista em novas tecnologias e desenvolvimento de estratégias quantitativas;
• Transformou 32 mil em mais de 1 milhão de dólares em menos de 6 meses de forma pública e transparente;
• Participa de grupos e eventos com vários dos melhores gestores, investidores e traders ao redor do mundo.